Revanche de Brazuca: Junior Cigano e Fabrício Werdum se enfrentam sem luvas 15 anos depois

Em revanche 15 anos após o primeiro encontro, brasileiro Junior Cigano vence com boxe preciso e potente, mesmo com o adversário Fabricio Werdum tentando levar a luta para o chão. Evento aconteceu na Flórida, Estados Unidos, e marcado por luta sem luvas, o que causa bastante dano.

E teve revanche de brasileiro no MMA! Junior Cigano e Fabrício Werdum se enfrentaram no Gamebred Barenuckle MMA, na cidade de Jacksonville, Florida. O evento, cujo diferencial é a luta sem luvas, consagrou novamente a Cigano, numa revanche contra Werdum depois de 15 anos.

Com tudo em cima

O ex-campeão do UFC, atualmente com 39 anos, dominou o combate em pé, mostrando um boxe ainda potente, além de preciso. Werdum, de 46 anos, até tentou levar a luta para o chão e ganhar alguma vantagem, mas Cigano manteve não só o domínio, como o ritmo.

No primeiro round, Cigano derrubou Werdum com um cruzado de direita. Ainda durante o round, o brasileiro conseguiu mais um knockdown, com um uppercut.

No segundo round, Cigano manteve o domínio da luta em pé. Werdum chegou a acertar alguns bons golpes, mas não teve como impor seu jogo, ficando à deriva do ritmo de Cigano.

Desfigurado

No terceiro e último round, Werdum ainda insistia em tentar levar a luta para o chão, não obtendo sucesso algum. No final do round, Cigano acertou um direto no olho esquerdo de Werdum, que ficou completamente fechado. A vitória foi por decisão dividida (30-27, 30-27 e 28-29), o que chegou a gerar alguma polêmica.

Agradecido

Após a luta, Cigano publicou em suas redes um vídeo agradecendo a todos pelo espetáculo. Demonstrando maturidade, não fez pouco caso do adversário, muito menos pela segunda vitória na revanche:

“Estou feliz e contente com a performance. Foi uma luta muito dura. O Werdum estava rápido e forte, e eu sentia que qualqeur erro que eu cometesse ele ia aproveitar e impôr o jogo dele de uma forma mais forte. Até tomei cuidado antes de jogar golpes mais fortes, para não machucar e acabar quebrando a mão […] Acho que a gente teve sucesso na luta. Estávamos mais rápidos, colocamos bons golpes e conseguimos uma grande vitória. Sou bastante agradecido por cada passo disso tudo, até pela rivalidade com o Werdum, que nasceu em 2008, na nossa primeira luta, em hoje, em 2023, 15 anos depois, o Werdum com 46 anos e eu com 39, a gente tem possibilidade de proporcionar uma luta assim” afirmou o lutador.

Acompanhe no Twitter:

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Destaques > Revanche de Brazuca: Junior Cigano e Fabrício Werdum se enfrentam sem luvas 15 anos depois