“Botafogo é só um bairro!” – canta a torcida do Palmeiras, campeã brasileira de 2023

O Botafogo liderou o Brasileirão de 2023, mas trapalhadas administrativas e trocas de técnicos resultaram em uma queda de desempenho. O Palmeiras, com uma notável arrancada, conquistou o bicampeonato, enquanto a torcida provocava chamando o Botafogo de "time de bairro".

10 em cada 10 fãs de futebol no Brasil vão dizer que a edição do Campeonato Brasileiro que terminou ontem à noite (6) foi a mais emocionante de toda a história da competição. De fato, o que aconteceu nesta edição de 2023 dificilmente vai se repetir. 

O Botafogo fez um primeiro turno de sonho. No “tapetinho”, apelido que a torcida alvinegra colocou no Engenhão de grama sintética, o time carioca venceu todos os jogos como mandante. 100% de aproveitamento. Um feito histórico.

Time histórico… e trapalhão

Contudo, com a saída de Luís Castro e as trapalhadas da diretoria em relação ao comando técnico, a gordura do primeiro turno foi toda queimada com uma campanha de time rebaixado no returno.

Claudio Caçapa, Bruno Lage, Lúcio Flávio e Tiago Nunes foram os 4 técnicos que trabalharam à beira do gramado após a saída de Luís Castro. A queda de rendimento que começou com Lage teve seu ápice com Lúcio Flávio (bancado pelos jogadores, sempre é conveniente lembrar). 

Tiago Nunes, que quando assumiu o Botafogo ainda tinha chances de lutar pelo título, ajudou a bater o martelo do vexame. Sem ter conseguido nenhuma vitória, o técnico e o time em geral tiveram de se conformar com uma tristíssima 5ª posição e uma vaga na pré-libertadores.

Queda do Botafogo, chegada do Palmeiras

Enquanto o Botafogo estava em queda livre, o sempre competente Palmeiras seguia pontuando, vencendo jogos, empatando.  É verdade que o alviverde teve uma série de 4 derrotas entre as rodadas 24 e 27. 

O próprio Abel parecia descrente, pois em várias entrevistas após os jogos ele dizia que a vantagem do Botafogo (que chegou a 13 pontos) era quase inalcançável.

Mas o Verdão alcançou. Com a manutenção do garoto Endrick no time titular, o sistema ofensivo do Palmeiras começou a ser mais eficiente. A joia alviverde, de fato, representa a arrancada palmeirense rumo ao título.

Arrancada palmeirense

E a palavra não poderia ser outra. Foi realmente uma “arrancada”. Depois da série de 4 derrotas seguidas, o Palmeiras perdeu apenas 1 dos 11 jogos seguintes.  Na rodada 33, ao vencer o Internacional por 3 a 0, o Verdão assumiu a liderança e não largou mais.

Após empatar por 1 a 1 no Mineirão, o Palmeiras garantiu o bicampeonato seguido em 2022 e 2023. Maior campeão brasileiro, o alviverde soma agora 12 títulos.

O Botafogo liderou o campeonato da rodada 3 à rodada 34, mas não teve mentalidade campeã o suficiente para seguir a batida até o fim. Por isso muitos torcedores do Palmeiras, ao comemorarem o bicampeão brasileiro, começaram a cantar um cântico provocativo que dizia: “O Botafogo é só um bairro!”.

Obviamente a camisa do Botafogo é muito tradicional e o time de Mané Garrincha e outras lendas do nosso futebol jamais perderá a grandeza que possui. Mas o torcedor palmeirense tem todo o direito de brincar, provocar e cantar que seu time competitivo e com mentalidade campeã fez o grande Botafogo virar “time de bairro”.

Acompanhe tudo sobre o Brasileirão 2023 no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Brasileiro > Brasileirão Série A > “Botafogo é só um bairro!” – canta a torcida do Palmeiras, campeã brasileira de 2023