17 anos depois da cabeçada: Materazzi confessa o que foi dito a Zidane

Marco Materazzi admitiu recentemente as palavras provocadoras dirigidas a Zinedine Zidane na final da Copa do Mundo de 2006. Após Zidane recusar a troca de camisas, Materazzi insultou a irmã do jogador. O incidente levou à expulsão de Zidane, que se aposentou amargurado após o jogo. Em uma entrevista, Zidane esclareceu que Materazzi insultou sua irmã, não a mãe, como erroneamente relatado. Apesar do tumulto, a Itália venceu nos pênaltis, com Materazzi convertendo o seu.

Marco Materazzi confessou o que disse a Zidane na final da Copa do Mundo de 2006.

A final da Copa do Mundo de 2006 foi uma das finais mais memoráveis da história do Mundial, principalmente devido à cabeçada de Zidane em Marco Materazzi. Dezessete anos depois, o ex-defensor italiano confessou o que disse ao francês:

“Zidane ofereceu-me a sua camisa e eu disse-lhe que não, que preferia a irmã dele,”

disse Materazzi numa conversa com a Football TV.

Expulsão aos 5 minutos do segundo tempo

Esta ação ocorreu aos cinco minutos do segundo tempo suplementar no Estádio Olímpico de Berlim. É claro que a imprudência de Zinedine fez com que o árbitro Horacio Elizondo o expulsasse.

Quanto a esse lance, o próprio árbitro principal admitiu, algum tempo depois, que foi o quarto árbitro Luis Cantalejo que o avisou do incidente que deixou Marco no gramado. Embora Zizou tenha sido advertido, recebeu um cartão vermelho direto. Também para Materazzi, a reação foi desnecessária:

“Disse-lhe algumas palavras estúpidas que não justificam tal reação. Em qualquer campo de Roma, Nápoles, Milão ou Paris ouve-se muito pior,”

afirmou o ex-jogador da seleção italiana.

É claro que esta situação trouxe ao jogador muitas críticas, tanto da imprensa italiana como do mundo inteiro. Tornou-se um ato que ficará na história do futebol. Por outro lado, o jogador salientou que o comentário não tinha como objetivo insultar a mãe de Zidane:

“Falei da irmã dele, mas não da mãe, como li em alguns jornais. A minha mãe morreu quando eu tinha 15 anos, por isso nunca me teria rebaixado ao ponto de insultar a mãe de Zidane,”

afirmou.

Zizou quebra o silêncio sobre a briga com Marco Materazzi

Este confronto entre os dois jogadores levou a uma despedida amarga de Zidane, que pendurou as chuteiras após a final da Copa do Mundo. Dezesseis anos depois, Zinedine explicou a sua reação:

“Ele tinha tido um dia mau. Já se disse muitas vezes que o Materazzi insultou a minha mãe, mas na realidade ele insultou a minha irmã, que estava com a minha mãe na altura. Passou das marcas. Alguns insultos são habituais em campo, não o nego, mas não tolerei aquela provocação,”

comentou numa entrevista à L’Equipe.

O jogador também admitiu que o acontecimento não é justificável. Foi “um erro” que cometeu e não está “orgulhoso” da situação, mas tudo aconteceu numa questão de minutos e faz parte da sua carreira.

Ambos os jogadores foram protagonistas dessa final de 2006.

Esse jogo não foi muito diferente de um roteiro de filme, pois antes dessa discussão, o francês e o italiano brilharam no tempo regulamentar. Zidane abriu o marcador de grande penalidade aos 7′. Materazzi empatou aos 19 minutos com um gol de cabeça.

Embora a França fosse a favorita para levantar o troféu devido às suas estrelas, a Itália venceu a decisão por pênaltis por 5-3. Além disso, o próprio Marco cobrou o pênalti, foi o segundo na ordem e não desperdiçou a chance.

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol de Seleções > 17 anos depois da cabeçada: Materazzi confessa o que foi dito a Zidane